ÁREA DE SÓCIOS
REGISTO

A CULTURA DO CANHAMO

O cânhamo (Cannabis sativa L.) é uma planta vigorosa com uma forte raiz aprumada tendo um forte poder estruturante do solo.

É uma cultura de primavera. O seu vigor no início, permite-lhe que logo após uma emergência rápida (5 a 8 dias no máximo), cobrir o solo em 3 semanas e aos 80 dias atinge cerca de 1,80 m. Não necessita de pesticidas. Em contrapartida necessita de uma boa fertilização reagindo bem a estrumações. A técnica cultural é simples e desenvolve-se quase sem trabalhos de manutenção.  

O ciclo cultural

O ciclo cultural dura de 110 a 120 dias entre abril/maio e agosto. É uma planta que reage bastante ao fotoperiodismo. A sua fase de crescimento ativo dura perto de 6 semanas entre 15 de junho e fim de julho.
Privilegia-se as variedades precoces para a colheita do grão (semente) e as variedades de ciclos mais longos para recolher a palha. Este é um parâmetro importante pois se pretender dupla aptidão teremos de escolher ciclos intermédios. A fase de floração é longa durando cerca de 3 semanas a um mês.

A sementeira é uma etapa fundamental para o sucesso desta cultura. É realizada do fim de abril ao fim de maio. Deve ser realizada numa terra quente e bem seca com uma boa preparação do solo para favorecer uma emergência rápida e homogénea.

Aconselha-se a utilizar um semeador em linha para uma sementeira superficial (1 a 2cm) e passar o rolo em seguida. A densidade de sementeira situa-se entre os 40-70Kg/ha sendo a mais utilizada de 50Kg/ha.As sementeiras menos densas usam-se quando se pretende colher semente favorecendo o crescimento dos ramos laterais para obter o máximo de flores e de grãos.
As sementeiras com alta densidade favorecem a colheita de fibras desenvolvendo-se o caule e dando um mínimo de folhas. Geralmente procura-se uma densidade entre 250 e 300 grãos /m2 com o objetivo de uma emergência da ordem de 200 a 220 pés/m2.

Necessidades de água

O cânhamo é uma cultura que não é exigente em água. O seu consumo pode ser comparado ao do girassol. As suas necessidades de água são mais importantes no período de crescimento ativo (6 semanas a partir do 20o dia depois da sementeira).

Fertilizações

O cânhamo é uma planta que reage bem ás estrumações e outros fertilizantes. Sendo necessário ajustar as doses em função das potencialidades do solo e da cultura. No entanto o rendimento máximo é determinado pela reação ao fotoperiodo e pela data de sementeira sendo inútil dar excesso de azoto: o rendimento não será aumentado, podendo mesmo tornar-se prejudicial. Com efeito se a fertilização azotada for muito abundante pode levar a uma quebra dos caules e conduzir a problemas de maturação das palhas ou dos grãos.

A Colheita

A colheita das sementes não deve ser muito precoce. Se o grão não estiver numa maturação ótima, o teor em acido oleico é demasia elevado para que o grão seja comercializado. Depois da colheita estes devem ser imediatamente ventilados e secos, sob o risco de se perder a colheita em poucas horas.
No MPB, a produtividade varia entre 0,2 e 1 ton/ha. Para produzir 1 litro de óleo de cânhamo são necessários 4-5 Kg de sementes. O preço varia em função da qualidade e da valorização do óleo.

A palha

As palhas devem ceifadas com uma lâmina de secção única, fenadas e enroladas e armazenadas em abrigo.

 

Área de Sócios
REGISTO